Rosácea – Sintomas e Tratamentos

A Rosácea é uma doença vascular inflamatória da pele, que ocasiona áreas de vermelhidão nas bochechas, nariz, testa e queixo. A condição ocorre predominantemente em adultos – entre 30 e 50 anos de idade -, principalmente nas mulheres, de pele clara. No entanto, a rosácea também pode atingir os homens, sendo que neles a doença costuma ser mais grave.

Quais são as causas da Rosácea?

As causas desta condição não são totalmente conhecidas, mas sabe-se que fatores comoa herança genética, alterações hormonais, estresse, exposição solar, ingestão em excesso de bebidas alcoólicas ou uso de alguns medicamentos vasodilatadores podem influenciar para o surgimento da rosácea.

Além disso, acredita-se que um tipo de ácaro da flora normal da pele, chamado de Demodex folliculorum, e da bactéria Bacillus oleronius, que coloniza esse fungo, também podem ter participação no surgimento das lesões da doença. De forma geral, é possível classificar quatro tipos clássicos de rosácea:

• Eritemato telangiectasia;
• Pápula pustular;
• Fimatosa;
• Ocular.

Quais são os principais sintomas da Rosácea?

A doença afeta a pele principalmente da região centro facial, ou seja, no nariz e nas bochechas. Geralmente, o pacientes acometidos com a rosácea têm a pele sensível, mais seca e com áreas de vermelhidão (eritema), pápulas e pústulas, que podem remeter à quadros de acne, com edemas e nódulos. É frequente também o surgimento de sintomas oculares, como olho seco e sensível.

Em suma, os sintomas incluem:

• Placas de vermelhidão e calor na pele;
• Surgimento das Telangiectasias – dilatação de pequenos vasos permanentes.
• Nódulos ou placas granulomatosas (rosácea lupoide);
• Espessamento irregular e lobulado da pele no nariz, na região frontal e malar (maçãs do rosto).
• Alterações nos olhos, como irritação, ressecamento, conjuntivite e ceratite.

Como tratar a condição?

Apesar de não ter cura, a rosácea pode ser controlada por meio de cuidados preventivos e de tratamentos específicos.

Primeiramente, é fundamental que o paciente evite os fatores desencadeantes ou agravantes, como a ingestão de bebidas alcoólicas, a exposição ao sol e à fatores climáticos intensos. O uso do filtro solar diariamente é fundamental e também pode ser indicado o uso de sabonetes ou outros dermocosméticos adequados.

Além disso, algumas tecnologias são eficazes no combate aos sintomas da rosácea, como:

O Laser Spectra – possui uma moderna tecnologia que gera emissão de feixes de laser ultrarrápidos e de alta intensidade, combatendo as lesões pustulosas.
Luz intensa pulsada, que atua por meio de um cristal que, em contato com a pele, destrói seletivamente os vasos sanguíneos e as telangiectasias na área acometida.

O médico dermatologista é responsável por avaliar o grau da rosácea e indicar o melhor tratamento.

LUMINA Dermatologia & Laser

últimas notícias

ficou alguma dúvida? entre em contato!

Preencha corretamente todos os seus dados e aguarde a confirmacão da sua consulta.

Novidades e promoções no seu email? Basta se cadastrar!