Como ocorre o envelhecimento da pele?

 

O envelhecimento da pele ocorre de forma progressiva, com maior intensidade após os 30 anos, e está associado à diversos fatores, intrínsecos e extrínsecos.

 

Envelhecimento intrínseco

O chamado #envelhecimentointrínseco ou cronológico é o processo fisiológico e natural que ocorre devido a queda na produção das fibras de colágeno e elastina, o que diminui a capacidade de renovação celular, conferindo aspecto flácido e sem firmeza à pele.

De forma geral, pode ser dividir o envelhecimento intrínseco em 3 etapas principais:

  1. Surgimento das linhas de expressão e perda de luminosidade: com a queda na produção de colágeno, surgem as primeiras linhas finas e rugas de expressão;

  2. Rugas profundas e início da perda de firmeza: período no qual o colágeno e a elastina se desgastam mais intensamente e, devido a maior flacidez, as rugas se tornam profundas;

  3. Perda do contorno facial: geralmente ocorre nas peles maduras. A redução considerável de colágeno natural, além da reabsorção das estruturas gordurosas e de tecido ósseo, provocam a ptose da pele e a perda do contorno facial.


Envelhecimento Extrínseco

O envelhecimento extrínseco é provocado por hábitos inadequados e fatores ambientais que interagem com a pele, acelerando o processo natural. A exposição cumulativa e sem proteção ao sol, por exemplo, pode provocar uma série de danos à beleza da pele, como: a perda de firmeza e viço, o surgimento de rugas, manchas, poros dilatados e outros sinais. Além de provocar diversas alterações estéticas na pele, o fotoenvelhecimento decorrente da exposição aos raios UV também é responsável por aumentar o risco de desenvolver câncer de pele.

 

Outros fatores que contribuem para o envelhecimento extrínseco da pele:

Além dos raios solares, outros hábitos de vida também podem ajudar a acelerar o processo natural de envelhecimento e contribuir para uma pele com rugas e flacidez. São eles:

-> Alimentação: a alimentação está diretamente relacionada com o bom funcionamento e a beleza de todo o corpo, incluindo a pele e seus anexos. A ingestão exagerada de açúcares, por exemplo, provoca a chamada Glicação, processo quando moléculas de açúcar se fixam em fibras de colágeno e elastina, causando danos semelhantes aos dos radicais livres na pele;

-> Tabagismo e Álcool:  hábitos inadequados, como tabagismo e o consumo de álcool em excesso desidratam a pele e ajudam a destruir as fibras de colágeno do organismo, contribuindo diretamente para o  envelhecimento da pele;

-> Estresse: o estresse em excesso pode provocar o chamado efeito oxidativo da pele, no qual há a atuação de radicais livres na pele, promovendo o envelhecimento precoce;


-> Sedentarismo: praticar exercícios aumenta a oxigenação do organismo e melhora a nutrição cutânea, por isso, deixar de praticar atividades físicas regulares pode prejudicar a sua pele. Atividades como exercícios aeróbicos e musculação estimulam a ação de antioxidantes, que combatem os radicais livres e ajudam a prevenir o envelhecimento precoce.

 

A melhor maneira de tratar e prevenir o envelhecimento é apostar na associação de técnicas e tecnologias comprovadamente eficazes, a fim de melhorar a textura cutânea, hidratar a pele profundamente, estimular a produção de colágeno e devolver volume e estrutura aos tecidos faciais.

LUMINA Dermatologia & Laser

últimas notícias

ficou alguma dúvida? entre em contato!

Preencha corretamente todos os seus dados e aguarde a confirmacão da sua consulta.

Novidades e promoções no seu email? Basta se cadastrar!