5 vilões da pele bonita e saudável

Sabia que além dos cuidados básicos e diários de skincare , que podem resumidos em limpar, tonificar, hidratar e proteger a pele, existem fatores externos que prejudicam – e muito! – a saúde cutânea? Esses “vilões” causam grandes problemas, como manchas, acne e até mesmo o temido envelhecimento precoce. Que tal conhecê-los para evitá-los a partir de hoje?

1) Poluição

Inevitavelmente, a nossa pele acaba absorvendo poeira e outras substâncias prejudiciais que ficam no ar. Com o tempo, isso faz com que a pele envelheça mais rápido, perca seu brilho natural e até aumente a oleosidade por conta do desequilíbrio do pH. Para amenizar os danos da poluição na pele é preciso fazer a correta limpeza todos os dias – de manhã e à noite – e sempre com produtos indicados para o seu tipo de pele. Uma boa dica é usar água micelar, que limpa profundamente sem ressecar a pele.

2) Tabagismo

Está comprovado: as toxinas do cigarro prejudicam a oxigenação cutânea e aceleram o envelhecimento da pele. Alguns trabalhos americanos mostram que, a cada dez anos de uso de cigarros correspondem a dois anos e meio a mais de envelhecimento. Esse envelhecimento precoce está associado à vasoconstrição, ou seja, a diminuição do fluxo sanguíneo na pele, resultando em uma entrega menor de nutrientes e de oxigênio. O melhor é não fumar!

3) Açúcar

A pele vítima de glicação – processo químico em que as moléculas de glicose (açúcar) se unem com as proteínas da pele (colágeno e elastina),  provocando danos semelhantes aos radicais livres, como a perda de elasticidade cutânea e o envelhecimento precoce – tem claros sinais de envelhecimento: rugas, linhas de expressão, flacidez, manchas, aparência espessa, sem viço e luminosidade. Manter uma dieta equilibrada é fundamental!

4) Estresse

Ah, o estresse! Ele é responsável pela liberação de neurotransmissores que ativam a produção dos radicais livres, substâncias danosas para a pele e os cabelos. Isso significa que, além de prejudicar a beleza, ficar constantemente estressado pode agravar doenças cutâneas, como a dermatite atópica, o vitiligo, alopecia e  psoríase. Respire fundo!

5) Sono

A falta de sono ou um descanso inadequado desregula os nossos hormônios, sendo que, alguns deles, são fundamentais para auxiliar na recuperação da pele. A melatonina, por exemplo, é produzida à noite e tem ação anti radical livre – ou seja, previne o envelhecimento. Portanto, não é exagero quando dizem que uma boa noite de sono faz toda a diferença para a cútis!

Envelhecimento intrínseco e extrínseco da pele

Deu para perceber que os “vilões” da pele saudável estão por toda parte, não é? Esses cinco apresentados acima estão no grupo do envelhecimento extrínseco, ou seja, são provocados por fatores externos e ambientais que interagem com a pele.

Já o envelhecimento intrínseco – ou cronológico – corresponde ao desgaste natural das células do corpo decorrentes da passagem dos anos, provocando diminuição na capacidade de renovação celular e redução na produção das fibras de colágeno e elastina, conferindo aspecto flácido e sem firmeza à pele.

Sendo assim, a melhor maneira de manter a sua pele sempre bonita, jovem e saudável é, além de tratar o envelhecimento intrínseco, prevenir o envelhecimento extrínseco. Lembre-se: seu dermatologista é a pessoa ideal para conversar sobre o assunto!

LUMINA Dermatologia & Laser

últimas notícias

ficou alguma dúvida? entre em contato!

Preencha corretamente todos os seus dados e aguarde a confirmacão da sua consulta.

Novidades e promoções no seu email? Basta se cadastrar!